musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - O PREçO DO AMANHã (PART. CORUJA BC1) - WELL - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

O Preço do Amanhã (part. Coruja BC1) letra


[Well]
Sem plano B
Eu vou mudar tudo à minha volta
Eu não descanso até que eu tenha tudo
Racistas vão ficar imóveis
Pensaram que eu seria só um criado mudo
Primeiro passo executado
Só vejo vitória adiante
Tô pra jogar determinado, atingindo resultados nunca alcançados antes
Jovem negro, o foco é ficar rico
Um salto, a evolução
O mesmo plano em outros temas
Um salve à revolução
Meiose das cédulas, assunto em pauta: reprodução
Dinheiro é tipo a foto do problema, entende, mano?
Alta resolução
E essa geração não leva nada a sério
E eu não tenho vocação pra virar meme
Vou mudar o jogo, trocar o critério
Vocação pra faturar um Grammy
Esses são meus sonhos caros, sonhos caros
Vou financiar com meus versos raros
Nessa competição contra MC’s tão rasos
Eles querem plays, eu quero novos carros
Yeah, pra aumentar os dígitos
Em contas que não estão apenas na Internet
Calcula o lucro de 70 meses
A meta é fazer girar em 7 (chama, chama)
Então corre, corre, que nada muda se eu fico inerte
Encaro como a prova que a vida aplica
Uma questão de tempo pra que eu acerte
E é o preço dessa nova fase
Vender minhas frases, mudar de endereço
Sem preocupação acumular cifrão
Ir pra lugares que eu não conheço
Levar minha arte, espalhar pro mundo
Tiver a chance, eu agradeço
Só Deus sabe disso e ele me disse
Isso é só o começo

Pra que o amanhã dos meus manos esteja repleto de glórias
Eu quero a fase onde os contratempos serão irrisórios
Na meta de fazer dinheiro e mudar minha história
Erguer um império e conquistar novos territórios
Pra que o amanhã dos meus manos esteja repleto de glórias
Eu quero a fase onde os contratempos serão irrisórios
Na meta de fazer dinheiro e mudar minha história
Erguer um império e conquistar novos territórios

[Coruja BC1]
Eu não tô preso ao passado, mas direciono o destino
Pra não ter alcance limitado igual post sem patrocínio
Blindei o espírito e a mente
Consciente que a mente é uma arma
Olhei problemas como trampolim
E me livrei da corrente do Karma
Eu me apego ao que é eterno (eterno) e o mundo ignora
Seja do coração pra alma, irmão
Nunca da boca pra fora
Desculpe, mas não sei fingir
Ou ignorar quem me quer ver sorrir
Quando o mundo pedir “Toca Raul!”
Toca um foda-se pro mundo ouvir
Pra viver, eu preciso da música
Igual pipa precisa do vento
Esse medo de seguir me lembra
Minha timidez com umas mina na festa
Igual no cinema, Will Salas
O preço do amanhã vai ser o tempo
Sem caçar assunto, vim pra caçar grana
E viver o tempo que ainda me resta
Natural igual o nascer da fonte
Atravesso uns 500 Saara
Acendo velas pra Iansã
Eu não sou devoto de Santa Clara
Várias rimas tão raras, rimas tão raras
Acredite, minhas rimas tão raras
E ainda tira um barato dos bico por saber que minhas rimas tão cara
Salve os manos de Minas
Hoje é os pretos com ouro na mão
Sou o filho da empregada
Mas meu filho vai ser o filho do patrão
Meu time é fora do padrão
Sabota raciocínio no estilo Mauro
Fakes entrarão em extinção
Depois desse som, igual dinossauro

[Well]
Pra que o amanhã dos meus manos esteja repleto de glórias
Eu quero a fase onde os contratempos serão irrisórios
Na meta de fazer dinheiro e mudar minha história
Erguer um império e conquistar novos territórios
Pra que o amanhã dos meus manos esteja repleto de glórias
Eu quero a fase onde os contratempos serão irrisórios
Na meta de fazer dinheiro e mudar minha história
Erguer um império e conquistar novos territórios

Well - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br